Como o chatbot pode ser um aliado de ouvidoria para denúncias contra a mulher

A violência de gênero e o assédio nas organizações são problemas persistentes em nossa sociedade. De acordo com o Relatório Global 2021 da ONU sobre a Violência Contra a Mulher, 35% das mulheres em todo o mundo já foram vítimas de violência física e/ou sexual por parte de um parceiro íntimo em algum momento de suas vidas. Ser capaz de denunciar esses incidentes de forma rápida e segura tornou-se uma necessidade urgente.

Diante uma realidade tão triste e persistente, a tecnologia emergiu como uma poderosa aliada no combate a essas situações. Mais especificamente, os chatbots desempenham um papel importante, proporcionando uma forma instantânea e discreta para as vítimas relatarem suas experiências.

Chatbots são robôs projetados para simular conversas humanas. Eles podem responder a perguntas, fornecer informações e ajudar os usuários a realizar tarefas específicas. Nos últimos anos, a utilidade dessas ferramentas tecnológicas transcendeu as funções comerciais básicas, sendo utilizadas em cenários específicos, como ferramenta de apoio no manejo de denúncias. Através do chatbot para ouvidoria, as vítimas de violência e assédio podem fazer denúncias de maneira eficaz e segura.

São adotados já por diversas organizações; por exemplo, em 2019, o Tinder, famoso aplicativo de relacionamentos, implantou um chatbot para ouvidoria para ajudar os usuários a relatar incidentes de assédio no aplicativo. Com toda essa tecnologia e desenvolvimento em mãos, é super importante com que os diversos setores e instituições aprendam como explorar a ferramenta em prol do recebimento de denúncias em casos de violência contra a mulher.

Como o RH costuma receber denúncias contra assédio nas empresas

O setor de Recursos Humanos (RH) desempenha um papel fundamental na recepção de denúncias contra assédio nas empresas, proporcionando um ambiente seguro e confidencial para os funcionários expressarem suas preocupações. Os profissionais de RH costumam receber essas denúncias por meio de canais formalmente estabelecidos, como uma linha direta de denúncias, um portal online ou até mesmo uma reunião privada com a vítima.

É responsabilidade do RH tratar todas as queixas com seriedade, investigar exaustivamente e tomar as medidas necessárias para garantir um ambiente de trabalho respeitoso e livre de assédio. Além disso, medidas disciplinares contra o assediador, medidas de proteção para a vítima e treinamentos de conscientização sobre assédio também costumam ser responsabilidade do RH.

Leia também: A nova era do consumo: por que as empresas precisam se preparar para o WhatsApp?

Importância do uso de chatbots no combate à violência e assédio contra a mulher

Nesse cenário, a implementação de chatbot para ouvidoria na prevenção e combate à violência e assédio contra a mulher tem se mostrado extremamente relevante. Essa ferramenta tecnológica garante ainda mais segurança às vítimas, permitindo a criação de um ambiente de acolhimento e comodidade onde experiências traumáticas podem ser comunicadas livremente.

De fácil acesso e disponível 24/7, o chatbot para ouvidoria facilita a comunicação, incentiva o reporte de situações abusivas com rapidez e eficácia, contribuindo para a manutenção de um ambiente de trabalho saudável e respeitoso. O emprego dessa plataforma dinâmica e responsiva não apenas apoia as vítimas, mas também auxilia as empresas a identificar e tomar medidas corretivas contra comportamentos inadequados de forma mais eficiente.

Como um chatbot funciona como ferramenta de denúncia

Paralelamente, o chatbot para ouvidoria funciona de maneira eficaz e automatizada para auxiliar no recebimento de denúncias, seguindo um passo a passo bem eficaz.

Inicialmente, o usuário é recebido pela interface do chatbot, onde ele poderá relatar o incidente de forma facilitada. Em seguida, por meio de algoritmos de inteligência artificial, o chatbot analisa e categoriza a denúncia, direcionando-a para os departamentos responsáveis.

Todo este processo é realizado em tempo real e garante que a denúncia seja acessível e imediata. Isso contribui para aumentar a eficácia da ouvidoria e a participação dos usuários na reportagem das irregularidades.

chatbot para ouvidoria

Benefícios e desafios do uso de chatbots para ouvidoria de denúncias contra a mulher

Utilizar um chatbot para ouvidoria no contexto de denúncias contra a mulher traz benefícios significativos, como a capacidade de lidar com várias solicitações simultaneamente, garantindo que nenhuma denúncia seja ignorada ou fique desassistida. Essa tecnologia se torna essencial, pois pela mobilidade, fica disponível na palma da mão da vítima.

Ainda, uma vez que está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, isto significa que ajuda pode ser buscada a qualquer momento. No entanto, também existem desafios. Um dos principais é garantir que o chatbot para ouvidoria seja capaz de compreender precisamente as complexidades das denúncias e problemas relatados. Isso requer programação e sistema de análise de linguagem natural sofisticados.

Além disso, há certa dificuldade em manter anonimato se a denúncia for feita através de um celular e via WhatsApp, pois há vinculação com o número cadastrado na ferramenta, porém, se a denúncia for feita em outros canais que há chatbots e não possuem vinculações com número, ela poderá ser feita anônima.

Caso de uso: Como delegacias e empresas podem utilizar a ferramenta a favor das mulheres

No caso de uso específico, delegacias e empresas podem utilizar o chatbot para ouvidoria como uma ferramenta em favor das mulheres. As delegacias podem incorporar a ferramenta em seu sistema para registrar e responder eficientemente às denúncias de abuso contra a mulher, o que facilita a coleta de evidências e acelera o processo de investigação.

As empresas, por outro lado, podem usar o chatbot para ouvidoria para lidar com questões internas como assédio sexual no local de trabalho, discriminação de gênero entre outros, oferecendo um canal seguro para as mulheres reportarem incidentes sem o medo de repercussões. Desta forma, o chatbot para ouvidoria funciona como um aliado importante na luta contra a violência e a discriminação de gênero.

Explore mais o uso do chatbot no seu RH!

Ficou claro a relevância dos chatbots como ferramenta auxiliar nas ouvidorias na luta contra a violência e assédio de gênero. Estes sistemas inteligentes têm sido utilizados por diversas empresas para a prestação de atendimento imediato, automatizado e 24 horas por dia a mulheres em situação de vulnerabilidade. Eles oferecem uma via de comunicação eficaz e essencial para a denúncia e combate a esses crimes.

No entanto, é imprescindível frisar que os chatbots, não obstante sua importância, não substituem outras ferramentas e medidas de proteção às mulheres. O apoio psicológico, legal e social são peças-chave nesse cenário e precisam caminhar juntos em uma estratégia conjunta para o enfrentamento da violência de gênero.

Finalmente, o uso de chatbots no RH pode ter várias outras aplicações, que vão muito além de um portal para denúncias, podendo ajudar em outros tópicos tão importantes quanto.

Converse com nosso time, e descubra como os chatbots podem ser eficazes para o setor de RH.

Artigo por: Lorrayne Chacon

A Skeps é Blippartner!

A Skeps é parceira oficial Blip. Juntos construímos diversos casos de sucesso de Contatos Inteligentes.

Você também pode gostar

7 maneiras de utilizar o chatbot para diminuir a inadimplência

Como usar o WhatsApp para marketing e engajamento do cliente

O impacto dos chatbots na experiência do cliente

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba os melhores conteúdos!

Preencha seus dados abaixo: