7 principais tendências para o mercado de chatbots em 2024?

Todos os anos o mercado de mensageria se atualiza de acordo com as necessidades e tendências globais. A cada ano, vem trazendo novidades e inovações incríveis com o intuito de melhorar e acoplar features importantes para uma boa performance de um chatbot.

Atualmente, chatbots representam a forma mais comum de uso de Inteligência Artificial. De acordo com especialistas da Fortune Business Insight, o tamanho do mercado de robôs de mensagem deverá atingir cerca de 2 milhões de dólares até 2027.

Por que o mercado de chatbot tem crescido tanto nos últimos anos?

Com o avanço da transformação digital, as empresas perceberam os inúmeros benefícios que essa aplicação pode proporcionar, como qualificação de leads, agendamento de consultas, gerenciamento de tickets e respostas a dúvidas dos usuários entre outros benefícios de automação simples que ajudam significativamente a vida do usuário.

Um fato interessante é que não parece haver barreiras para os casos de uso dos chatbots. Aqui na Skeps, por exemplo, trabalhamos com diversas soluções inovadoras para benefício de nossos clientes e estamos sempre descobrindo novas maneiras de utilizar chatbots.

Abaixo, apresentamos algumas tendências e casos de uso esperados para 2024:

1) Chatbots baseados em Inteligência Artificial (AI) cada vez mais inteligentes

Parece óbvio, mas a Inteligência Artificial aplicada nos chatbots tem ficado cada vez mais inteligente, se tornando uma das principais tendências para o mercado de chatbots em 2024. Quanto mais conversas seu robô tem com os clientes da sua empresa, mais informações tem para entender interações futuras. Aproveitar as informações coletadas gera diálogos mais assertivos, antecipando demandas que os clientes terão.

Além de ser super positivo o armazenamento e uso das informações nas conversas, o que seu cliente está questionando no fluxo pode se tornar uma estratégia de conteúdo, dando ao público, o que ele escreve que precisa.

Toda essa inteligência determina como os bots vão falar com os humanos e, sendo uma aplicação avançada, nem podemos dizer que são robôs.

2) Experiências empáticas e humanizadas

O uso do Processamento de Linguagem Natural (NLP) e da AI faz com que os Chatbots entendam claramente uma conversa e as intenções do usuário. Uma IA bem modelada é capaz de entender as nuances de um diálogo humano, como: gírias e expressões informais e, inclusive, utilizá-las nas respostas, como se fosse seu amigo.

Se o seu fluxo não possui uma NLP ou IA desenvolvida, existem alguns recursos que farão que seu usuário tenha uma experiência mais humanizada. Pense em:

  • Ajustar o tom de voz para um nível mais informal
  • Escrever mensagens mais atraentes de boas vindas, erros e despedida.
  • Tornar o fluxo mais claro para o usuário quanto ao que ele irá ou não encontrar ali, assim menos inputs inesperados vão aparecer.
  • Analisar constantemente as interações e levantar pontos de melhoria no fluxo.

Aqui na Skeps nós podemos te ajudar tanto a implementar um motor de inteligência artificial em seu bot quanto a analisar quickwins (ganhos rápidos) para interações mais humanizadas.

Outra funcionalidade excelente para aprimorar a experiência dos seus clientes são as Inteligências Artificiais Generativas. Com elas o bot pode aprender a cada interação e se adaptar ao comportamento do seu público.

3) Chatbots que entendem áudios

Reprodução/Thinkstock

Com o tempo cada vez mais escasso e a rotina corrida das pessoas a expressão: “Vou mandar por áudio que fica mais fácil”, e você nunca escutou ou enviou uma mensagem de voz que começava com essa frase, você não está fazendo isso certo.

O futuro é via mensagem, de áudio ou texto, e um das principais tendências para o mercado de chatbots para o próximo ano são esperadas cada vez mais soluções de inteligência artificial para esse caso.

A soluçao Viratexto, lançada pela Blip em 2022 e já conhecida pelos nossos clientes, é uma boa alternativa para transformar áudios em texto e construir regras simplificadas de atendimento.

Informações de fala podem ser sintetizadas em texto e fazer parte das jornadas de conversação. Além disso, podem ser analisadas e fornecer insumos e atualizações sobre os usuários.

Pensando em canais de grande fluxo de atendimento primário, como um fluxo de geração de leads, um bot com recursos de processamento de voz pode ser perfeito. Quando tratamos de leads, os fluxos precisam ser o máximo acessíveis e abrangentes para nenhuma oportunidade ser perdida. 

4) Pagamentos

Diversos bancos e instituições financeiras já estão disponibilizando a funcionalidade de pagamentos em seus chatbots. Essa tendência não é só desse segmento, já que empresas de varejo já tem popularizado fluxos de venda 100% autônomos com pagamento por PIX ou cartão dentro dos canais de mensagem. Em geral, qualquer check out de ecommerce pode ser integrado aos fluxos de mensagem, seja direto pelo fluxo, ou através de um link de pagamento.

Esse tipo de experiência se mostra mais fluida para os usuários e tende a aumentar a satisfação dos clientes. Não se esqueça de usar o seu chatbot para oportunidades de cross-sell e up-sell.

5) Recrutamento e RH

O momento da avaliação e seleção dos usuários é sempre um desafio para as empresas. Não basta postar as vagas, deve ser feito um trabalho criterioso de análise dos candidatos.

Um chatbot pode ajudar filtrando os candidatos, agendando as entrevistas e respondendo dúvidas dos candidatos com relação a vaga e a empresa. Todas essas atividades farão com que o time de RH e os gestores possam focar nos melhores candidatos, além de não deixar os candidatos não selecionados sem resposta sobre a aplicação.

Além disso, internamente, um canal de comunicação via bot pode ajudar o RH em diversas outras demandas:

  • Onboarding de novos empregados
  • Resposta a dúvidas frequentes
  • Envio de contracheques e comprovantes
  • Troca de documentos
  • Processo de férias

6) Capacidade de conversar em várias línguas (chatbot multilingual)

Se sua empresa trabalha com clientes ao redor do mundo, um bot multilingue é essencial. Bot podem compreender o idioma de entrada do usuário por NLP (processamento de linguagem natural) ou até pelo ip/código de área. Com a linguagem correta, seus clientes terão uma experiência muito mais positiva.

7) Adeus ao formulário de sites 

Não é incomum, você entrar em algum site e se deparar com um formulário perguntando algumas coisas sobre você ou sua profissão. Quando acontece isso, você costuma preencher ou abandonar o site?

Chatbots podem ajudar gerando valor aos leads antes de pedir seus dados por completos. No fluxo podem ser oferecidos conteúdos, demonstrações e até gratuidades enquanto preenchemos o cadastro do lead.

No lugar de um formulário extenso, uma experiência conversacional de troca de valor. 

Essas principais tendências para o mercado de chatbots em 2024 são apenas algumas das infinitas possibilidades que um contato inteligente pode proporcionar. 

Quer entender qual a melhor aplicação para um contato inteligente na sua empresa? Entre em contato agora mesmo com nossa equipe. Oferecemos um diagnóstico da sua atual estratégia, apontando e detalhando os pontos frágeis da sua estratégia conversacional.

Texto por: Lucas de Paula

A Skeps é Blippartner!

A Skeps é parceira oficial Blip. Juntos construímos diversos casos de sucesso de Contatos Inteligentes.

Você também pode gostar

Chatbots Empresariais: Segurança em mensagens e dados

O básico ainda é um diferencial: o que muitas empresas não estão fazendo bem feito

5 erros comuns na construção de chatbots para geração de leads

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba os melhores conteúdos!

Preencha seus dados abaixo: